História do Vasco da Gama: tudo sobre o Gigante da Colina

Sediado no Rio de Janeiro, o Clube de Regatas Vasco da Gama é um dos times mais importantes do futebol brasileiro e mundial. Apelidado por muitos de Gigante da Colina, a riquíssima história do Vasco da Gama envolve títulos do mais alto nível esportivo, assim como uma das torcidas mais apaixonadas do país.

Eventos importantes NA história do Vasco da Gama

O Clube de Regatas Vasco da Gama é fundado

Como diz o nome do clube, o propósito inicial de seus fundadores era a prática do remo. De fato, o Vasco da Gama foi oficialmente fundado por remadores de origem portuguesa em 21 de agosto de 1898, sendo assim um dos clubes mais antigos do Brasil. Já que o clube foi criado por pessoas com fortes ligações com a comunidade portuguesa, os mesmos decidiram dar o nome ao clube fazendo uma homenagem ao almirante e navegador português cujo nome era Vasco da Gama. Inicialmente o Clube de Regatas Vasco da Gama praticava apenas atividades aquáticas e futebol não fazia parte das modalidades praticadas. Até hoje o Vasco da Gama ainda é referência no remo brasileiro.

Futebol é incorporado ao clube

Somente no ano de 1915 o Vasco decidiu incluir o futebol ao clube. Este momento marcante na história do Vasco da Gama aconteceu através da incorporação de um clube de futebol que já existia desde 1913, o Lusitânia Sport Club. Com a incorporação do Lusitânia, o Vasco oficialmente passou a se dedicar também ao futebol.

estadio sao januario antes
Estádio São Januário – antigamente
sao-januario-atualmente
Estádio São Januário – atualmente

Primeiras glórias

O primeiro grande sucesso na história do Vasco da Gama no futebol veio apenas em 1923, quando o clube surpreendeu e fez ótima campanha no torneio estadual, conquistando assim o Campeonato Carioca de 1923. Curiosamente, entre os times de sucesso no futebol carioca daquele momento, o Vasco era o único que permitia atletas de qualquer origem social ou étnica. Ainda nos anos 1920, o Vasco conquistou também os títulos do Campeonato Carioca em 1924 e 1929. Nos anos 1930 o Vasco novamente seguiu sua trajetória vitoriosa e conquistou mais algumas edições do Campeonato Carioca, inclusive tendo em seu elenco craques como Leônidas da Silva, Domingos da Guia e tantos outros.

vasco-1923

Primeira glória internacional

Em 1948 foi disputada a primeira edição do Campeonato Sul-Americano de Clubes, um inovador torneio envolvendo clubes de toda a América do Sul. O Vasco foi o grande campeão daquele torneio, sendo esta a primeira grande conquista internacional na história do Vasco da Gama e a primeira glória continental de um clube de futebol brasileiro. Este torneio foi o precursor da Copa Libertadores e é hoje considerado por muitos como equivalente a Copa Libertadores, inclusive por jornalistas importantes e até em certos escritos oficiais da CONMEBOL. Mais tarde este torneio serviu também como inspiração para a criação da Copa dos Campeões da Europa, a atual UEFA Champions League. Décadas depois, em 1998, o Vasco da Gama se sagraria também campeão da Copa Libertadores da América, tornando-se assim oficial e indiscutivelmente um gigante no cenário sul-americano e mundial.

vasco_98_libertadores

Glórias nacionais

Curiosamente, a primeira conquista de nível nacional na história do Vasco da Gama aconteceu depois de sua primeira grande conquista internacional, algo raro no mundo de futebol. Esta primeira conquista nacional do Vasco foi o Campeonato Brasileiro de 1974, com um time histórico que contava com a presença do craque e artilheiro Roberto Dinamite. Além de 1974, o Gigante da Colina conquistou o Brasileirão também em 1989, 1997 e 2000.

Antes disso, o Vasco também já havia conquistado alguns torneios interestaduais importantes que, embora não sejam considerados títulos nacionais, são conquistas de grande relevância no futebol brasileiro. Alguns desses títulos foram o Torneio Rio-São Paulo (1958, 1966 e 1999) e a Taça dos Campeões Estaduais Rio-São Paulo (1936). Mais tarde, no ano de 2011 o Vasco conquistou também a Copa do Brasil, torneio este de grande importância nas décadas mais recentes do futebol brasileiro.

A indiscutível consagração internacional

No ano de 1998 o clube finalmente conseguiu a conquista considerada por muitos a mais importante da história do Vasco da Gama até os dias de hoje. Naquele ano o Vasco foi o grande campeão da Copa Libertadores da América, entrando assim oficialmente e de forma indiscutível na lista de gigantes do futebol sul-americano e mundial. O elenco do Vasco naquele ano tinha grandes nomes como Carlos Germano, Felipe, Juninho Pernambucano, Pedrinho, Luizão, Ramon e tantos outros. Esta mesma geração do Vasco também fez história ao conquistar o Campeonato Brasileiro por duas vezes (1997 e 2000), a Copa Mercosul (2000) e vários títulos do Campeonato Carioca. Neste período entre 1995 e 2000, além dos nomes já citados acima, o Gigante da Colina teve também outros grandes craques como Romário, Edmundo e Juninho Paulista.

Símbolo do Vasco da Gama

Tradicionalmente o principal símbolo do Vasco da Gama é uma cruz, em homenagem às navegações portuguesas e ao navegador português de nome Vasco da Gama. A cruz utilizada pelo Vasco tanto em seu uniforme quanto em outros locais e objetos é geralmente chamada Cruz de Malta, embora curiosamente ela não seja tecnicamente a verdadeira Cruz de Malta. Na verdade, as cruzes usadas pelo clube são geralmente a Cruz de Cristo e a Cruz Pátea, também chamada de Cruz Templária. De qualquer maneira, a cruz é o principal símbolo do clube e tem sido utilizado desde sua fundação em 1898, mesmo antes da incorporação do futebol às atividades oferecidas pelo Clube de Regatas Vasco da Gama. Outros símbolos relacionados ao Gigante da Colina são uma caravela, embarcação esta que pode ser vista no escudo do clube, e as tradicionais cores oficiais do clube, o preto e o branco.

Uniforme

Embora o uniforme de remo do Vasco da Gama já contasse com uma faixa diagonal, o uniforme de futebol do Gigante da Colina inicialmente era com uma camisa inteiramente preta, sem faixas. Isso só foi mudar de forma permanente no final dos anos 1930, quando a faixa diagonal foi permanentemente adotada na camisa de futebol. Uma interessante curiosidade do uniforme do Vasco e que é válida até os dias de hoje é que, ao contrário da maioria dos outros clubes, o Vasco não possui um uniforme padrão para jogos em casa e outro para jogos como visitante. Na verdade, tanto a camisa branca quanto a camisa preta do Vasco possuem o mesmo peso e ocasionalmente o Vasco joga com qualquer uma delas. Ambas possuem a tradicional faixa diagonal que diferencia o clube, além de exibir o escudo do clube ou a cruz que simboliza o time.

historia-do-uniforme-do-vasco
Imagem: Restaurante Almirante Vasco

Rivalidades e torcida

Os maiores rivais do Vasco da Gama no futebol são os outros clubes grandes do Rio de Janeiro: Botafogo, Flamengo e Fluminense. Existe uma grande rivalidade entre estes quatro clubes, sendo as partidas entre eles consideradas clássicos do futebol brasileiro. A torcida do Vasco é hoje considerada a quinta maior torcida do Brasil e conta com milhões de torcedores espalhados por diversas partes do país.

Vasco da Gama – o Gigante da Colina

Com uma vasta história e riquíssima importância no futebol brasileiro e internacional, o Clube de Regatas Vasco da Gama é indiscutivelmente um dos gigantes do futebol do país, afinal o time tem uma das maiores torcidas do país. Embora não esteja vivendo seu melhor momento, em breve o Vasco da Gama deve estar de volta ao primeiro escalão do futebol no Brasil e na América do Sul.